Habilidades dos Pensadores Criticos

Dada uma situação ou um fenômeno que requeira análise, temos à nossa fernte o seguinte conjunto de tarefas:

* Explorar a situação - No passo inicial, vamos explorar todos os aspectos do fenômeno, questão ou problema que temos diante de nós. É uma tarefa na qual vamos coletar informações, fatos, evidências, opiniões e toda sorte de dados que possam influenciar oque temos pela frente. É importante perceber que só ter evidências em mãos não é suficiente para darmo-nos por satisfeitos.
* Gerar hipóteses - A partir das informaççoes que temos, usamos diversos processos - indução, heurística, conhecimento formal, criatividade, etc. - para gerar possíveis hipóteses.

habilidades

* Avaliação das hipóteses - Chega a hora de procedermos a uma "aparagem" das hipóteses, descartando as irracionais e as que conflitam com os dados disponíveis. Idealmente, chegaremos a algumas hipóteses que explicam corretamente todas - ou a mairia - das informações que dispomos. Neste caso, também é interessante selecionarmos as mais simples.
* Justificando a conclusão - Apresentamos nossa conclusão, através da elaboração de uma argumentação convincente. Assim, usamos as premissas - baseadas nos fatos e evidências que coletamos - e montamos argumentos válidos e íntegros que conduzam nosso raciocínio até a conclusão que estabelecemos.

Falhas de discriminação

O pensador crítico é aquele que sabe avaliar as coisas. Sabe distinguir e separar noções. Muitas falácias e diversas falhas de raciocínio podem ser creditadas a discriminações inadequadas.

* Falhas em distinguir a idéia da pessoa;
* Distinção entre afirmação e evidência;
* Distinção entre familiaridade e verdade;
* Distinção entre frequentemente e sempre;
* Distinção entre crença e verdade;

Outras característica do pensador crítico

* Mente aberta, mas nem tanto;
* Disposição para avaliar toda as evidências;
* Considerar explicações alternativas;
* Reavaliar conclusões em face de novas evidências;
* Considerar os críticos da idéia;
* Procurar por mecanismos plausíveis;
* Cuidado com o excesso de racionalidade;
* Explicações "após o fato" são frequentemente problemáticas;
* Enganos da compreensão após o fato;
* Afirmações extraordinárias requerem provas extraordinárias;
* Resistência à manipulação;

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License